Se tiver dificuldades em visualizar esta newsletter, por favor clique aqui.
ktb
Janeiro 2016
ktb
ktb KTB    ktb Mama Natura    ktb Sais de Schussler info@ktb.pt | www.ktb.pt
KTB
KTB

O caminho a percorrer para abandonar o vício do tabaco não é fácil...

Contudo, muitos fumadores conseguem abandonar este hábito. O esforço é claramente compensado, pois são muitos os benefícios em termos de saúde.

Em Portugal, 1 em cada 4 portugueses é fumador. Sabe-se também que fumam mais os homens do que as mulheres. Em 2012, mais de ¼ da população dos 15 aos 64 anos era consumidora de tabaco. A grande maioria dos fumadores portugueses iniciou o consumo entre os 12 e os 20 anos de idade, em grande medida devido à influência dos amigos ou por curiosidade e vontade de experimentar.

De acordo com estimativas para o ano de 2010, em Portugal o tabaco foi responsável pela morte de cerca de 11 800 pessoas, das quais 845 em consequência da exposição ao fumo ambiental. Para além do pesado impacto na mortalidade, fumar contribui para a incapacidade e retira anos de vida saudável.

Fumar é um problema grave de saúde pública estando longe de afetar apenas o fumador. Em 2013, foi publicado o artigo “Prevalência da exposição ao fumo ambiental do tabaco em casa e do tabagismo na população Portuguesa --- o estudo INAsma” (Pereira A.M. et al) na Revista Portuguesa de Pneumologia com a seguinte conclusão :

Atualmente, 19,0% da população portuguesa é fumadora e 17,2% são ex-fumadores. A prevalência de fumadores atuais é mais elevada nos homens do que nas mulheres (26,5% versus 12,2%, p < 0,001). A probabilidade de ser um fumador atual foi maior nos homens, nas pessoas mais instruídas e nos indivíduos expostos, em casa, ao fumo ambiental do tabaco. Na análise estratificada por sexo, o efeito da escolaridade manteve-se apenas nas mulheres. A exposição ao fumo ambiental do tabaco em casa foi mais elevada do que a anteriormente publicada. Crianças/adolescentes e doentes com asma podem ter um risco de exposição ambiental mais elevado. Este estudo apoia uma tendência decrescente da prevalência do tabagismo nos homens portugueses, mas uma tendência crescente nas mulheres.

Sabem quais as substâncias tóxicas de um cigarro?

Um cigarro contém cerca de 4.000 substâncias com efeitos tóxicos e irritantes, 70 das quais mencionadas como cancerígenas.

Alguns exemplos:

Nicotina, responsável pela redução da irrigação sanguínea nos tecidos e no sistema nervoso central;
Substâncias radioactivas (como Polónio 210 e Carbono 14);
Metais pesados (como o chumbo e o cádmio) que se concentram no fígado, rins e pulmões;
Monóxido de carbono que assume o lugar do oxigénio conduzindo à intoxicação do organismo;
Alcatrão (altamente cancerígeno).

O caminho a percorrer para abandonar o vício do tabaco não é fácil. Contudo, muitos fumadores conseguem abandonar este hábito. O esforço é claramente compensado, pois são muitos os benefícios em termos de saúde. Poucos dias após se deixar de fumar, a capacidade do pulmão aumenta e a probabilidade de um ataque cardíaco diminui. Após algumas semanas, a prática de exercício físico torna-se mais fácil. Passado poucos meses a tosse diminui, a energia aumenta e o corpo combate melhor as infeções. Em cinco anos a taxa de mortalidade por ataque cardíaco iguala-se à de um não-fumador e a de cancro pulmonar diminui também substancialmente.

A maior dificuldade em cessar os hábitos tabágicos reside na dependência da nicotina. A nicotina é a droga conhecida pelo ser humano que vicia mais rapidamente, bastando um cigarro para se ficar viciado. Após meia hora de fumar um cigarro os níveis de nicotina na corrente sanguínea descem para metade e para um quarto passado uma hora, o que explica o fato de os fumadores fumarem em média 20 cigarros por dia. A nicotina é uma droga subtil que leva a uma dependência sem que o fumador se aperceba, atribuíndo a necessidade de fumar devido ao stress ou à ansiedade e assim à necessidade de relaxar.

O principal fator para a cessação tabágica é a motivação! Ter sempre em mente os benefícios de não fumar revela-se de extrema importância. Seguem-se alguns:

ktb Aumento de energia
ktb Pele rejuvenescida
ktb Melhoria da respiração, inclusivé no sono
ktb Beneficio para a saúde dos que rodeiam o fumador
ktb Maior apreciação do sabor dos alimentos
ktb Hálito agradável
ktb Maior poupança
ktb Liberdade do vício

Existem em Portugal várias vias de apoio à cessação tabágica:

ktb Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo que presta um apoio de norte a sul do país a quem queira deixar de fumar
ktb Hospitais privados com equipas multidisciplinares de psicólogos, nutricionistas e pneumologistas
ktb Clínicas de medicina complementar com abordagens multidisciplinares entre as quais a Medicina Chinesa (auriculoterapia), Medicina Quântica, Homeopatia, Nutrição e Hipnoterapia

Para além deste trabalho psicológico, a terapêutica homeopática irá também contribuir para o abandono deste vício e para uma melhor recuperação da saúde. Aconselhamos os seguintes Sais de Schussler: KTB
produto KTB

Sal nº 3 Ferrum phosphoricum

Aumento da oxigenação celular

ler mais »
produto KTB

Sal nº 4 Kalium chloratum

Melhora a saúde da mucosa pulmonar

ler mais »
produto KTB

Sal nº 5 Kalium phosphoricum

Reduz níveis de ansiedade

ler mais »

Posologia combinada: 1 comprimido sub-lingual de cada Sal, 3 vezes ao dia fora das refeições.

Nota: Os Sais de Schussler são perfeitamente compatíveis com qualquer outra medicação e podem ser tomados pelo fumador e pelo ex-fumador.

Algumas dicas adicionais irão também promover o sucesso desta decisão:

ktb Entrega total a esta decisão
ktb Fazer uma lista com os principais motivos da cessação tabágica
ktb Planear o que fazer quando a necessidade de fumar surgir (fazer um chá, por exemplo)
ktb Nunca abrir uma exceção a fumar um único cigarro
ktb Recompensação a cada semana que passa
ktb Fazer exercício físico prazeroso
ktb Sauna ou banho turco para eliminação de nicotina pela transpiração
ktb Ingerir alimentos estaladiços.
ktb Evitar alimentos lácteos pois estes irão provocar mais secreções e tosse
ktb Beber muita água
KTB
AGENDA DAS PRÓXIMAS FORMAÇÕES
KTB

DIA 2 DE ABRIL – ALGARVE

DIA 09 DE ABRIL – PORTO

DIA 16 DE ABRIL - LISBOA

Inscrições: info@ktb.pt
Tel: 21 418 8407/21 417 7672
Tlm: 91 439 6267

KTB

A homeopatia disponibiliza uma solução terapêutica para reforçar o sistema imunitário dedicada a bebés e crianças desde os 12 meses.

O sistema imunitário atinge a sua maturidade, em condições de saúde normais, entre os 8 e os 12 anos. Deste modo um bebé quando nasce estará muito mais vulnerável a infeções respiratórias, entre outras.

Nos dias que correm, os pais vêm-se, muitas vezes, obrigados a colocarem os seus filhos ainda bebés ou crianças pequenas nas creches, locais onde existe uma grande circulação de microorganismos patológicos, entre os quais vírus, fungos e bactérias. Por este motivo e associado à fragilidade imunológica, acontece que os bebés e as crianças pequenas estão “sempre doentes”.

É muito comum observarmos que esta faixa etária, sobretudo os que frequentam meios com outros bebés ou crianças, estão “sempre constipados”, ou com otites, ou faringites, ou amigdalites, ou sinusites, ou bronqueolítes. Com a agravante de que a maioria destes casos acabam por ser medicados com medicamentos químicos de síntese como anti-inflamatórios, anti-piréticos, anti-histamínicos, broncodilatadores e antibióticos. Fazer recorrentemente este tipo de medicação poderá contribuir para uma maior depressão imunitária e levar à recorrência das infeções.

Não obstante estes medicamentos serem de extrema importância para resolverem situações clínicas agudas e graves, a melhor solução será mesmo a prevenção.

A homeopatia disponibiliza uma solução terapêutica para esta finalidade dedicada a bebés e crianças desde os 12 meses.

Immunokind® é um medicamento homeopático tradicionalmente utilizado para aumentar a resistência contra as infeções recorrentes do trato respiratório superior em bebés após o desmame e crianças de tenra idade.

É composto por 4 princípios ativos cuja finalidade é a da modulação imunitária. Os bebés e crianças deverão fazê-lo desde o momento que entram para a creche/escola e interrompê-lo a partir de abril/maio até setembro. A toma deste medicamento homeopático irá contribuir para diminuir os episódios de infeções do trato ORL com a vantagem de não ter interações medicamentosas com outros medicamentos.

Posologia: 1 comprimido, 3 vezes ao dia fora das refeições ( meia hora antes ou após as refeições.

produto KTB

Immunokind

Aumenta a resistência contra infeções recorrentes
1 comprimido,3 vezes ao dia fora das refeições.

ler mais »
KTB
KTB

Sabia que...?

O gengibre é um alimento com diversas propriedades terapêuticas

Como planta medicinal o gengibre é uma das mais antigas e populares do mundo. As suas propriedades terapêuticas são o resultado da ação de várias substâncias, especialmente do óleo essencial que contém canfeno, felandreno, zingibereno e zingerona.

Originário da ilha de Java, da Índia e da China, o gengibre (Zingiber officinale) é uma planta herbácea da família das Zingiberaceae, de onde se difundiu pelas regiões tropicais do mundo. O gengibre é conhecido na Europa desde tempos muito remotos, para onde foi levado por meio das Cruzadas. Em Portugal existe registo da sua presença desde o reinado de D. João III (1521-1557).

Como planta medicinal o gengibre é uma das mais antigas e populares do mundo. As suas propriedades terapêuticas são resultado da ação de várias substâncias, especialmente do óleo essencial que contém canfeno, felandreno, zingibereno e zingerona.

Destacamos a sua ação anti-inflamatória das vias respiratórias, sendo por isso um óptimo alimento a introduzir pontualmente nas sopas dos bebés a partir dos 12 meses.

É também um alimento que quando mascado ajudará o fumador a libertar-se do hábito tabágico. É útil para tratar alguns efeitos colaterais da cessação tabágica, tais como náuseas e ansiedade e estimula a desintoxicação do organismo através dos poros.

KTB
KTB

Morada Estrada Nacional 249/1 Edifício SKF, Lote 1, Casal de Alfragide 2720-413 Amadora
Telefone (+351) 214 188 407 / 214 177 672 Telemóvel (+351) 91 439 62 67
Fax (+351) 214 188 409 E-mail info@ktb.pt Site http://www.ktb.pt

Caso pretender ser retirado da mailing list da KTB, por favor {unsubscribe}clique aqui{/unsubscribe}.

© 2016 - KTB. Todos os direitos reservados.

KTB