Newsletter

   
KTB
show/hide Cesto de Compras (0 items)

Abcessos - Newsletter nº24

26/02/2014

   
ktb
ktb
ktb
ktb
Fevereiro 2014


Por serem condições patológicas com possibilidade de sérias complicações quando não tratadas, a KTB dedica a sua Newsletter de Fevereiro aos Abcessos.

O que são Abcessos?

ktb

Os Abcessos são bolsas purulentas bem delimitadas e localizadas no interior de um tecido, em consequência de uma inflamação. Trata-se de uma tumefação flutuante circundada por eritema.

Dolorosos e quentes ao toque, os Abcessos podem aparecer em qualquer parte do corpo. Os locais mais comuns são nas axilas, nas áreas circundantes ao ânus e vagina (nomeadamente na glândula de Bartholin), na base de coluna, na gengiva (abcesso dentário), na mama e na virilha. A inflamação em torno de um folículo de cabelo pode também levar à formação de um abcesso, o que é chamado de uma fervura (furúnculo). Os locais menos comuns são no fígado e no cérebro.

O que provoca um Abcesso?

Os Abcessos são causados por obstrução das glândulas sebáceas ou das glândulas sudoríparas, inflamação dos folículos pilosos, perfurações da pele, agentes patológicos como as bactérias (incluindo os estafilococos, estreptococos, gonococos, entre outros), os fungos, bem como a ameba (esta com maior relação com o abcesso hepático). Algumas substâncias químicas, como a essência de terebintina e uma alimentação rica em gorduras (principalmente a carne de porco) poderão contribuir para o surgimento de um Abcesso.

ktb

Todos aqueles que tiverem um sistema imunológico mais enfraquecido irão estar mais predispostos ao surgimento de um quadro clínico desta natureza.

Sintomas de um Abcesso?

ktb

Naturalmente que os sintomas dependem da sua localização: mais à superfície ou mais em profundidade. Quando mais à superfície, na maioria das vezes sente-se uma massa dolorosa, mole, vermelha e quente ao toque. Caso não se iniciem os cuidados clínicos necessários, esta inflamação irá piorar, podendo espalhar-se aos tecidos mais profundos e até mesmo à corrente sanguínea, com consequentes graves complicações.

Como tratar um Abcesso?

Como em qualquer condição de saúde a abordagem clínica deverá ser um conjunto de várias medidas, de forma a potenciar o sucesso do tratamento. As medidas que se seguem são perfeitamente compatíveis com a toma de antibioterapia caso haja essa necessidade. Caso recorra a toma de antibióticos, esta deve ser complementada pela toma de probióticos de modo a manter o equilíbrio adequado da flora digestiva (a sopa de Miso é um bom alimento para fomentar a produção de flora intestinal).

ktb

Sais de Schussler

ktb

Enfatizamos a importância do Sal de Schussler nº 12 Calcium sulfuricum, pela importância na drenagem do seu interior purulento. Utilizado sobretudo nos Abcessos de carácter crónico.

Posologia

0 – 1 ano
Aguda: 1 a 2 comprimidos por dia (diluído em água)
Crónica: 1 comprimido, diluído em ½ copo de água, dar uma colher desta solução 1 a 3 vezes por dia

1 – 5 anos
Aguda: 1 a 3 comprimidos por dia (diluído em água)
Crónica: 1 comprimido, diluído em ½ copo de água, dar uma colher desta solução 1 a 3 vezes por dia

6 – 11 anos
Aguda: 1 a 4 comprimidos por dia
Crónica: 1 a 2 comprimidos por dia

12 – fase adulta
Aguda: 1 a 6 comprimidos por dia
Crónica: 1 a 3 comprimidos por dia

Calcium sulfuricum ou Calcarea sulphurica, como habitualmente é descrito nas matérias médicas, é o medicamento homeopático de eleição para todos os processos supurativos acompanhados de descargas amarelas. Também é utilizado nos eczemas exsudativos, nas amigdalites e nas fístulas anais.


Alimentação

ktb Uma dieta rica em vitaminas A, C, D e E, carotenos, zinco e selénio, irão fortalecer a pele e o sistema imunitário.

ktb
ktb Beber fluidos frequentemente, incluindo água, sumos naturais de fruta e vegetais (por exemplo: cenoura, agrião e beterraba) e infusões, de modo a drenar as toxinas do organismo.

ktb Evitar alimentos ricos em gorduras saturadas, açúcares refinados e derivados.

Fitoterapia

ktb A decocção de raiz de bardana é um ótimo depurativo para a pele. Tomar a dose recomendada, 2 vezes ao dia, durante 2 a 3 semanas e avaliar os resultados.

ktb
ktb Aplicar creme de calêndula, 2 vezes ao dia, na área afetada.

ktb A aplicação de argila em abcessos, durante cerca de 1 hora, 2 vezes ao dia, ajuda o abcesso a amadurecer.

ktb Quando o abcesso começar a supurar, aplicar um emplastro de semente de feno-grego até esgotar a secreção. Este emplastro deve ser substituído a cada 3 horas limpando o abcesso de cada vez (com água limpa seguida de óleo essencial de alfazema ou de árvore do chá). Para preparar o emplastro, moer as sementes de feno-grego de modo a obter um pó, juntar água até obter uma pasta e levar ao lume por 2 minutos, mexendo de modo a obter uma consistência de creme. Aplicar este creme em cima do abcesso. O emplastro pode ser envolvido em argila e mantido no lugar por meio de uma compressa.

Recomendações Gerais

ktb Não espremer o abcesso para evitar que a infeção se espalhe.

ktb
ktb Ter em conta que a pele é um órgão de eliminação e, como tal, quantas mais toxinas presentes no organismo mais impurezas terão de ser eliminadas através da pele e mais a pele se encontra sobrecarregada. Assim, um estilo de vida saudável (dieta adequada, exercício físico, sono reparador) e o equilíbrio e funcionalidade de outros órgãos de eliminação (como rins e intestinos) são importantes para a saúde da pele.

ktb Ao recorrer a um tratamento natural e/ou início de adotar um estilo de vida saudável é possível que, em certos casos, os sinais e sintomas a nível da pele se agravem ligeiramente antes de registarem melhorias, devido à ação de desintoxicação do organismo através da pele.

ktb
DESTAQUE:
A KTB tem o prazer de informar que vamos estar, mais uma vez, presentes na Congresso de Naturopatia e Medicinas Não Convencionais que vai decorrer em Lisboa nos próximos dias 22-23 de março de 2014. Convidamo-lo a participar na seguinte palestra: TEMA: CISTITE NO DOENTE ONCOLÓGICO - COMO AJUDAR
PALESTRANTE: DRA. CÁTIA ANTUNES ( NATUROPATA)
DATA: 22 DE MARÇO DE 2014
HORA: 16H00
LOCAL: COLÉGIO MILITAR DE LISBOA

Dentro da Linha homeopática pediátrica mamanatura®, gostariamos este mês de apresentar o KINDIGEST.

ktb

O Kindigest é um medicamento homeopático cujos princípios ativos são utilizados para ajudar no tratamento de transtornos gastrointestinais agudos como náuseas, vómitos e diarreia. Independentemente da origem deste mal-estar (vírico ou bacteriano), o Kindigest pode ser associado a outra medicação prescrita pelo médico.

O Kindigest pode ser utilizado a partir dos 0 anos. No entanto, em crianças com menos de 3 anos, aconselhamos que consulte o pediatra ou médico de família para uma avaliação e diagnóstico correcto da criança. É também importante que o nível de hidratação assim como o tipo de gastroentrite seja confirmado. Estas precauções são muito importantes tendo em conta que os mais pequenos podem facilmente desidratarem-se num período de 24 horas.

Modo de ação dos componentes:

Arsenicum album: indicado para náuseas, vómitos e diarreia ácida com odor forte

Okoubaka auberville: indicado no caso de distúrbios gastrointestinais agudos por intoxicação através de alimentos deteriorados, após infeções intestinais, vírus influenza ou doenças tropicais. Atua na presença de distensão abdominal, dor abdominal muitas vezes acompanhada por cólicas, diarreia, náuseas em paralelo com dispepsia e flatulência.

Veratrum album: regula a atividade intestinal e estimula a circulação.

Como tomar?

Na fase aguda: 5 glóbulos a cada hora (no máximo 12 tomas por dia)

Após melhoria dos sintomas: 5 glóbulos 3 vezes ao dia.



Por último... sorria porque faltam 23 dias para o início da primavera! :)

ktb

ktb
ktb
ktb
ktb
Morada Estrada Nacional 249/1 Edifício SKF, Lote 1, Casal de Alfragide
2720-413 Amadora
Telefone (+351) 214 188 407 / 214 177 672 Telemóvel (+351) 91 439 62 67
Fax (+351) 214 188 409 E-mail info@ktb.pt Site http://www.ktb.pt
ktb
ktb
ktb  
© 2014 - KTB. Todos os direitos reservados. 

Arquivo de Newsletters

MenteCorpoSaúde

Adoçantes artificiais

Adoçantes artificiais

Estudos clínicos demonstraram que os adoçantes artificiais estimulam o apetite, aumentam o desejo de ingerir hidratos de carbono e produzem uma varidedade de disfunções metabólicas que promovem a acumulação de gordura e o aumento de peso.

ler mais »

Newsletter do mês

Polimedicação - Newsletter nº53

Polimedicação - Newsletter nº53

Vivemos hoje em dia um enorme e arriscado problema de polimedicação, também conhecido como a “doença do saco”.

ler mais »