Newsletter

   
KTB
show/hide Cesto de Compras (0 items)

Fígado e desintoxicação - Newsletter nº 37

24/03/2015

ktb  
ktb
ktb
ktb
ktb
Março 2015

ktb Desintoxicar o organismo é um tema que está na ordem do dia! O principal órgão que está associado a este processo é o Fígado. O Fígado é um órgão que funciona como um filtro no organismo e que opera em conjunto com a Vesícula Biliar.

O Fígado é o órgão abdominal mais volumoso. A sua cor é castanha escura ligeiramente esverdeada. Está situado na cavidade abdominal, abaixo do hemifragma direito e tem a forma de um prisma triangular com uma face superior, uma face inferior e uma face posterior. Pesa cerca de 1,5 kg e corresponde aproximadamente a 1/40 do peso do corpo adulto.

A vesícula biliar situa-se junto à superfície inferior do fígado, juntamente com parte do pâncreas e do intestino. O fígado, em conjunto com estes órgãos trabalha para digerir, absorver e processar os alimentos ingeridos.

ktb A função principal do fígado é a filtragem do sangue oriundo do trato digestivo, antes de passar para o resto do corpo. Conforme o vai fazendo, produz a bílis, uma secreção verde amarelada que vai em direção ao duodeno. A bílis é produzida no Fígado e armazenada na Vesícula Biliar. Após uma refeição, a vesícula biliar está vazia e espalmada como um balão esvaziado. No entanto, antes de uma refeição, a vesícula biliar pode estar cheia de bílis e do tamanho de uma pequena pêra. Ao receber sinal de alimentos a entrar no nosso sistema, a vesícula biliar liberta a bílis para dentro do duodéno. A bílis emulsiona a gordura e distribui-a para a parte distal do intestino para a sua digestão e absorção.

Outras funções do fígado:

ktb Metabolismo dos hidratos de carbono
ktb Metabolismo dos lipídios
ktb Metabolismo das proteínas
ktb Síntese do colesterol
ktb Produção de precursores das plaquetas
ktb Conversão de amónia em ureia
ktb Metabolismo de fármacos e hormonas
ktb Excreção da bilirrubina através da bílis
ktb Excreção de glutatião no processo de desintoxificação
ktb Produção enzimática
ktb Armazenamento das vitaminas A, B12, D e E, e de alguns minerais, como o ferro e o cobre
ktb Fagocitose
ktb Ativação da vitamina D

Desde responsável por uma boa digestão, à manutenção de um funcionamento hormonal saudável, à prevenção de doenças oncológicas, tudo passa pelo Fígado!

O Fígado e Vesicula Biliar são portanto órgãos de extrema importância na manutenção de um organismo saudável, quer na prevenção de doenças, quer no tratamento das mesmas.

ktb

A Medicina Tradicional Chinesa também tem algo a dizer sobre este órgão. Para esta medicina ancestral o Fígado não é apenas o órgão fisiológico mas sim a energia que circula a partir dele.

De fato, também para a Medicina Tradicional Chinesa, o Fígado desempenha um papel fundamental e está estreitamente ligado com a Vesícula Biliar. Olhos, ombros, joelhos e tendões (flexibilidade), aparelho reprodutor feminino, todos são de certa forma controlados pelo Fígado, segundo esta visão.

É o Fígado que comanda o fluxo de energia por todo o corpo e qualquer desequilíbrio neste órgão terá fortes consequências - a estagnação do fluxo do energia do Fígado tem frequentemente uma influência negativa a nível emocional.

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, os problemas ligados ao Fígado podem resultar de duas situações:
- falta de energia circulante (situações de prostração e de medo paralisante ou síndrome de pânico) ou
- excesso de energia circulante (sentimentos de raiva, geralmente reprimida).

O bom funcionamento da energia do Fígado conduz a indivíduos com uma expressão alegre, feliz e relaxada e por isso essencial e premente para o bem-estar e equilíbrio emocional.

Independentemente das abordagens, manter uma função hépato-biliar saudável implica:

ktb Eliminar: gorduras saturadas, farinhas brancas, álcool, café, alimentos processados
ktb Comer de um modo relaxado para a ativação neurológica parassimpática
ktb Eliminar metais pesados do organismo, consumindo frequentemente coentros e clorela ktb Excluir a toma de anticoncepcionais ktb Beber muita água, fora das refeições

ktb

Para além das alterações ao estilo de vida, existem na Homeopatia e na Fitoterapia, várias opções que contribuem para um Fígado e uma Vesicula Biliar saudáveis.

Pela Homeopatia...

ktb

Sal de Schussler nº 9 Natrium phosphoricum

Contribui para o equilíbrio do pH do organismo.

ktb

Sal de Schussler nº 10 Natrium sulfuricum

Promove a desintoxicação hepática.

ktb

Sal de Schussler nº 12 Calcium sulfuricum

Auxilia na eliminação de toxinas.

NOTA: Recomendamos a toma de 1 comprimido sub-lingual, 3 vezes ao dia. Fazer por um período de 3 meses, conjugados ou individualmente.

Os Sais de Schussler são totalmente seguros, sem interações medicamentosas.

Pela Fitoterapia...

Alcachofra
Ação colagoga e colerética. Na existência de cálculos biliares, administrar sob supervisão.

Borututu
Depurativo, hepatoprotector, colerético e colagogo.

Cardo mariano
Ação colagoga e colerética, laxante suave.

De relembrar que a época primaveril que se avizinha é uma das melhoras fases do ano para se promover à desintoxicação do Fígado!

ktb

Para muitas pessoas a época primaveril é também sinónimo de alergias: os olhos lacrimejam; no nariz, as crises de espirros alternam com o irritante pingo e com períodos de total entupimento; há prurido no nariz, na garganta, nos ouvidos, nos olhos e na pele; a dor de cabeça muitas vezes associada à intolerância à luz do sol. Tudo isto pode tornar difíceis as actividades do dia-à-dia.

ktb Os pólenes são minúsculos grãos reprodutores masculinos das plantas, invisíveis à vista desarmada. São uma das principais causas da doença alérgica, provocando a inflamação das mucosas com que contactam: a conjuntiva ocular (conjuntivite) e toda a mucosa respiratória, do nariz (rinite) aos brônquios (asma), passando pela laringe (laringite) e pela faringe (faringite).

As concentrações mais elevadas de pólenes na atmosfera verificam-se nos meses de Abril a Julho, quando a maioria das plantas está em polinização, e aumentam quando há vento e o ar está mais seco.

ktb Por isso apresentamos o Luffa Nasentropfen DHU Nebulisador nasal.

A Luffa Operculata é uma planta trepadeira pertencente à família Cucubitaceae, proveniente da Colômbia e introduzida na Europa pelo Dr. W. Schwabe.

O Luffa Nasentropfen Nebulisador nasal da DHU, normalisa as funções da mucosa nasal de uma forma natural. A nebulisação fina assegura uma boa distribuição do medicamento. Facilita a respiração nasal, normaliza a secreção nasal e remove suavemente as crostas secas.

O seu efeito sobre as mucosas deve-se à presença das cucurbitacinas e dos seus glicosídeos.

Quando se deve tomar

  • Sinusite
  • Rinite alérgica
  • Asma brônquica
  • Febre dos fenos
ktb

Como utilizar (salvo outras indicações)

Efectuar 1 a 2 instilações em cada narina, 3 vezes ao dia.

Composição

Luffa operculata D4 1,0g

Outros componentes: Cloreto de benzalcónio (conservante), ácido edetínico, di-hidrato de sal dissódico (conservante), mono-hidrato-fosfato di-hidrogenado de sódio, dodeca-hidrato-fosfato mono-hidrogenado de sódio, cloreto de sódio, solução de hidróxido de sódio a 4%, água purificada.

Tempo de administração

O Luffa Nasentropfen Nebulisador nasal é um medicamento homeopático de ação segura e suave e pode ser administrado enquanto os sintomas persistirem.

Luffa Nasentropfen só deve ser utilizado durante a gravidez e lactação após consulta médica.

Contra-indicações

Não utilizar em casos de conhecida hipersensibilidade a constituintes do produto.

Interacções medicamentosas

Não se conhecem interacções medicamentosas e outras.

Apresentação

Embalagem com 20ml de gotas nasais, solução.



Este mês resta-nos dizer...


ktb

ktb
ktb
ktb
ktb

Morada Estrada Nacional 249/1 Edifício SKF, Lote 1, Casal de Alfragide
2720-413 Amadora
Telefone (+351) 214 188 407 / 214 177 672 Telemóvel (+351) 91 439 62 67
Fax (+351) 214 188 409 E-mail info@ktb.pt Site http://www.ktb.pt

ktb
ktb
ktb   © 2015 - KTB. Todos os direitos reservados.

Arquivo de Newsletters

MenteCorpoSaúde

Adoçantes artificiais

Adoçantes artificiais

Estudos clínicos demonstraram que os adoçantes artificiais estimulam o apetite, aumentam o desejo de ingerir hidratos de carbono e produzem uma varidedade de disfunções metabólicas que promovem a acumulação de gordura e o aumento de peso.

ler mais »

Newsletter do mês

Polimedicação - Newsletter nº53

Polimedicação - Newsletter nº53

Vivemos hoje em dia um enorme e arriscado problema de polimedicação, também conhecido como a “doença do saco”.

ler mais »