Newsletter

   
KTB
show/hide Cesto de Compras (0 items)

Tiroide - Newsletter nº44

15/10/2015

ktb  
ktb
ktb
ktb
ktb
Outubro 2015
ktb

A Tiroide é uma das 8 glândulas que o organismo possui. Situada na porção anterior e inferior da laringe, a sua forma assemelha-se a uma borboleta, pois é constituída por dois lobos laterais, cada um com cerca de 4 a 6 cm de comprimento, 1,5 cm de largura e 2 a 3 cm de espessura, situados em ambos os lados da traqueia e unidos por uma estreita porção de tecido, denominado istmo. Em algumas pessoas, a glândula apresenta igualmente um pequeno prolongamento na parte superior, denominado lobo piramidal. Em condições normais, embora se encontre a um nível muito superficial, a Tiroide não é percetível no pescoço nem é palpável.

A principal função da Tiroide é a produção das hormonas tiroxina, cuja denominação abreviada é T4, e triodotironina ou T3. Estas hormonas que se distinguem pela sua composição em iodo, encarregam-se em particular do controlo do metabolismo interno do organismo, sendo também essenciais para o crescimento físico e o desenvolvimento mental das crianças.

A tiroxina (T4) e a triodotironina (T3) têm uma ação muito semelhante, embora a última seja mais eficaz. Provocam, em praticamente todos os tecidos orgânicos, um aumento das reações metabólicas. ktb

Por um lado, favorecem a síntese de enzimas oxidativas, o que provoca um maior consumo celular de oxigénio e posterior aumento da produção de calor, favorecendo a absorção intestinal de glicose. Também são utilizados como “combustível” pelas células, para que estas obtenham energia, tendo uma ação semelhante sobre os lípidos e proteínas. Por outro lado, os seus efeitos sobre diversos órgãos são semelhantes aos provocados pelo sistema nervoso simpático: por exemplo, originam um aumento da frequência cardíaca e aumentam a atividade neuromuscular.

São 3 as condições patológicas mais comuns da tiroide:

- Hipotiroidismo
- Hipertiroidismo
- Nódulos

ktb

Hipotiroidismo

Se a produção de “combustível” é insuficiente provoca hipotiroidismo. Tudo começa a funcionar mais lentamente no corpo: o coração bate mais devagar, o intestino prende e o crescimento pode ficar comprometido. Ocorre, também, diminuição da capacidade de memória, cansaço excessivo, dores musculares e articulares, sonolência, pele seca, ganho de peso, aumento nos níveis de colesterol no sangue e até depressão. Na verdade, o organismo nesta situação tenta "parar o indivíduo", já que não há “combustível” para gastar.

Hipertiroidismo

Se há produção de “combustível” em excesso acontece o oposto da condição anteriormente analisada, o hipertiroidismo. Nesse caso, tudo no organismo começa a funcionar rápido demais: taquicardias, diarreias, inquietação, excesso de linguagem verbal e corporal, menor necessidade de sono, contudo possibilidade de se sentir cansaço e prostração.

Tanto no hipo- como no hipertiroidismo, pode ocorrer um aumento no volume da tiroide, que se chama bócio, e que pode ser detetado, através de exame físico. Problemas na tiróide podem aparecer em qualquer fase da vida e em ambos os sexos.

Nódulos

Um dos problemas mais frequentes da tiroide são os nódulos. Isto não significa que sejam todos de natureza maligna - apenas 5% dos nódulos são cancerígenos. O reconhecimento precoce deste nódulo pode salvar a vida do doente e a palpação da tiroide é fundamental para isso. Este exame é simples, fácil e pode mudar o decorrer da evolução da doença. Uma vez identificado o nódulo, o endocrinologista solicitará uma série de exames complementares para confirmar a presença ou não de cancro. Os nódulos não têm que ter necessariamente alguma relação com alterações nas hormonas T3 ou T4.

ktb

Diagnosticar as doenças da tiroide não é complexo e deve ser alvo de rotina médica se existirem sintomas associados.

Os tratamentos clássicos à tiroide envolvem medicamentos químicos de síntese ou cirurgia aquando de nódulos (sobretudo se muito volumosos ou com suspeita maligna).

A abordagem da medicina complementar irá favorecer o organismo e em nada comprometerá qualquer outra intervenção alopática.

Pela Homeopatia

Através dos Sais de Schussler conseguiremos ajudar a tiroide na sua preservação quer estrutural (nódulos) quer funcional (produção de hormonas).

ktb

Sal nº 1 Calcium fluoratum

Promove a destruição de nódulos duros na tiroide. Devolve elasticidade aos tecidos.

ktb

Sal nº 8 Natrium chloratum

Principal Sal de Schussler para os distúrbios hormonais associados a alterações no peso e cansaço.

ktb

Sal nº 10 Natrium sulfuricum

Para promover a saúde hepática, valorizando a relação entre o fígado e as alterações celulares malignas ou benignas.

Pela Fitoterapia

Plantas para desintoxicação hepática:

ktb Borututu
ktb Cardo-Mariano
ktb Alcachofra
ktb Boldo
ktb Dente-de-Leão

Pela Alimentação e Estilo de Vida

ktb Eliminar alimentos processados - repletos de substâncias artificiais que perturbam o funcionamento endócrino
ktb Optar por alimentos biológicos
ktb Beber muita água
ktb Ter uma alimentação rica em frutas e legumes
ktb Evitar cereais, sobretudo os refinados especialmente o trigo
ktb Evitar lácteos
ktb Fazer exercício físico regular




ktb
ktb
ktb
ktb

Morada Estrada Nacional 249/1 Edifício SKF, Lote 1, Casal de Alfragide
2720-413 Amadora
Telefone (+351) 214 188 407 / 214 177 672 Telemóvel (+351) 91 439 62 67
Fax (+351) 214 188 409 E-mail info@ktb.pt Site http://www.ktb.pt

ktb
ktb
ktb   © 2015 - KTB. Todos os direitos reservados.

Arquivo de Newsletters

MenteCorpoSaúde

Adoçantes artificiais

Adoçantes artificiais

Estudos clínicos demonstraram que os adoçantes artificiais estimulam o apetite, aumentam o desejo de ingerir hidratos de carbono e produzem uma varidedade de disfunções metabólicas que promovem a acumulação de gordura e o aumento de peso.

ler mais »

Newsletter do mês

Polimedicação - Newsletter nº53

Polimedicação - Newsletter nº53

Vivemos hoje em dia um enorme e arriscado problema de polimedicação, também conhecido como a “doença do saco”.

ler mais »