Newsletter

   
KTB
show/hide Cesto de Compras (0 items)

Pulmões - Newsletter nº46

16/12/2015

ktb  
ktb
ktb
ktb
ktb
Dezembro 2015

Os Pulmões são os órgãos fundamentais da respiração. Estão dispostos um de cada lado do tórax e separados um do outro pelo coração. O parênquima pulmonar é leve, poroso e de textura esponjosa.

ktb

O pulmão direito pesa aproximadamente 625 grs e o esquerdo 567 grs. Varia contudo de acordo com a quantidade de sangue e fluido no seu interior. São mais pesados no homem do que na mulher.

Cada pulmão tem um formato cónico e apresenta um ápice e uma base, três margens e duas superfícies. O pulmão esquerdo é dividido em dois lobos, um superior e outro inferior, pela fissura interlobular ou fissura oblíqua, que se estende da face costal até à mediastinal acima e abaixo do hilo. O pulmão direito é dividido em três lobos, superior, médio e inferior por duas fissuras interlobares. Uma delas, a fissura oblíqua, separa o lobo inferior do lobo médio. A outra, a fissura horizontal, separa o lobo superior do lobo médio.

Um pouco acima do meio da face mediastinal de cada pulmão, encontra-se o pedículo pulmonar. Este é formado pelos brônquios, artéria pulmonar, veias pulmonares, artérias e veias brônquicas, plexo venoso pulmonar, vasos linfáticos, linfonodos e tecido areolar, tudo isto envolvido pela reflexão da pleura - camada serosa e fina que recobre todo o pulmão.

Funcionamento

Todo o processo de vida envolve gastos de energia e toda a energia produzida envolve a troca de gases: mecanismo este que tem o nome de respiração.

Na respiração, os animais trocam o dióxido de carbono, resíduo da produção de energia, pelo oxigénio do ar que respiram para viver. O oxigénio é um ingrediente fundamental para a produção de energia.

ktb

O ar fresco, ou oxigenado, entra pelo nariz e a boca quando inspiramos, porque é forçado pelo pulmão ao “inchar”. Para chegar aos pulmões o ar percorre um canal liso chamado faringe, prossegue pela laringe – continuação desse canal – e alcança a traqueia. A traqueia é um canal enrugado feito de cartilagem. Ao aproximar-se do pulmão, esta divide-se em duas partes, os brônquios.

Dentro dos pulmões, o ar ainda tem de passar pelas ramificações dos brônquios - bronquíolos, uma rede de pequenos vasos formados por sucessivas divisões. Cada vez mais finos, estes capilares alcançam o menor diâmetro de um milímetro ao chegarem aos alvéolos. Cheias de ar, estas “bolsinhas” permitem a passagem do oxigénio para os finos capilares sanguíneos que as cercam. O oxigénio é trocado por dióxido de carbono nas paredes dos capilares.

ktb

O oxigénio liga-se à hemoglobina e é transportado pelo sangue ao coração, onde será bombeado para todo o corpo. O sangue também transporta o dióxido de carbono liberto pelo metabolismo do corpo para os alvéolos pulmonares. Dos alvéolos, o dióxido de carbono é expelido para fora do corpo por meio da contração durante a exalação.

Visão Holística

Segundo uma visão holística e integrativa do organismo nomeadamente a da Medicina Tradicional Chinesa, o pulmão, ao nível energético, rege várias estruturas: a garganta e as suas estruturas (amígdalas, tiroide), o nariz, a pele e o intestino grosso.

O que é fundamental na medicina chinesa é que o corpo está ligado à mente. O fator emocional pode sempre comprometer muito o físico e causar a doença, e vice-versa. As emoções ligadas ao pulmão em desequilíbrio são a tristeza, a melancolia, as angústias e as tensões muito prolongadas. De uma forma mais genérica, poderíamos dizer que o pulmão é afetado pelas perdas afetivas, como os relacionamentos terminados ou as perdas de entes queridos.

ktb

Uma relação muito importante é a da pele com o pulmão, fato que também é observado pelos dermatologistas. É bastante comum a evolução de um eczema para algum tipo de bronquite e também o contrário, como as asmas ou bronquites quando tratadas por métodos naturais tendem a resolver-se através de eliminações na pele. Em alguns casos o tratamento de uma lesão de pele, feito de forma a suprimir a lesão, pode gerar como consequência patologias, que vão desde uma simples rinite até às asmas ou às pneumonias de repetição.

Para cuidar da saúde dos Pulmões sugerimos várias medidas terapêuticas:

Pela Homeopatia

ktb

Sal de Schussler nº 4 Kalium chloratum

Controla a produção de muco evitando que este se deposite nos pulmões.

ktb

Sal de Schussler nº 6 Kalium sulfuricum

Promove a expulsão de secreções dos pulmões quando estas já estão amareladas.

ktb

Sal nº 7 Magnesium phosphoricum

Estimulação imunitária.

NOTA: Os Sais de Schussler propostos podem ser prescritos para serem dados na mesma toma e não existem interações medicamentosas entre os Sais de Schussler e outros medicamentos.

Pela Fitoterapia

Plantas como a Alcaçuz, a Eufrásia, o Alecrim têm propriedades anti-inflamatórias, expetorantes, mucolíticas, e anti-sépticas das vias respiratórias.

Alimentação

Aumentar consumo de:

ktb Legumes e frutas
ktb Gengibre
ktb Algas
ktb Água

Eliminar:

ktb Lácteos (com ou sem lactose!)
ktb Alimentação processada

Respirar ar puro, fazer exercício e terminar hábitos tabágicos é absolutamente imperativo para uma boa saúde pulmonar!

ktb


A KTB deseja a todos um Feliz e Santo Natal e Bom 2016, repleto de saúde, bem-estar, amor e paz!

ktb


ktb
ktb
ktb
ktb

Morada Estrada Nacional 249/1 Edifício SKF, Lote 1, Casal de Alfragide
2720-413 Amadora
Telefone (+351) 214 188 407 / 214 177 672 Telemóvel (+351) 91 439 62 67
Fax (+351) 214 188 409 E-mail info@ktb.pt Site http://www.ktb.pt

ktb
ktb
ktb   © 2015 - KTB. Todos os direitos reservados.

Arquivo de Newsletters

MenteCorpoSaúde

Adoçantes artificiais

Adoçantes artificiais

Estudos clínicos demonstraram que os adoçantes artificiais estimulam o apetite, aumentam o desejo de ingerir hidratos de carbono e produzem uma varidedade de disfunções metabólicas que promovem a acumulação de gordura e o aumento de peso.

ler mais »

Newsletter do mês

Polimedicação - Newsletter nº53

Polimedicação - Newsletter nº53

Vivemos hoje em dia um enorme e arriscado problema de polimedicação, também conhecido como a “doença do saco”.

ler mais »