Newsletter

   
KTB
show/hide Cesto de Compras (0 items)

Medicina Quântica - o que é?

medic_quant.jpg

Por: Cátia Antunes - Naturopata (www.clinicadavinci.com)

Medicina Quântica ou Terapia Quântica é um termo que hoje em dia muito se ouve falar no meio da Medicina Não Convencional.

Quando é referido, é, na maioria das vezes associado, a aparelhos de biofeedback, dotados da capacidade de análise do organismo bem como de tratamento do mesmo, sendo que, alguns destes aparelhos apenas realizam análise. Existem vários aparelhos com estas características tendo todo eles em comum o fato de utilizarem como base de funcionamento os conhecimentos da Física ou Mecânica Quântica e por este motivo se deu o nome de Medicina Quântica.

A Física surge por volta de 1920 pondo em causa algumas das teorias newtonianas que regiam o mundo da física por esta altura. Heisenberg foi o físico que em 1927 convenceu a comunidade científica, durante a Conferência de Solvey em Bruxelas, que esta nova abordagem resolvia alguns dos problemas da Física Clássica - esta uma física da observação dos fenómenos macroscópicos ao contrário da Física Quântica que se debruça nos fenómenos ao nível do átomo.

Como todas as ciências em progresso a Física Quântica ainda tem alguns problemas para resolver nos seus teoremas, contudo ela foi no passado muito importante para o desenvolvimento da física e é essencial hoje em dia para o avanço da tecnologia bem como para a evolução da visão que se tem do mundo.

Segundo esta perspectiva quântica tudo no universo vibra a uma frequência única e individual, incluíndo nós mesmos. Como tal, as células dos nossos órgãos irão ter uma frequência diferente umas das outras, isto é, as células que compõem o fígado irão vibrar de uma maneira diferente das células que compõem os rins, sendo esta analogia feita para todas as partes do organismo incluíndo as emoções.

A Física Quântica tem um âmbito de aplicação mais amplo do que apenas o mundo microscópico e pode ser aplicado a sistemas em geral, onde as partes individuais funcionam em conjunto e se influenciam mutuamente.

Estas descobertas serviram pois de motivação para a comunidade médica iniciar investigações que permitissem a aplicação destes novos conceitos à medicina. Terão sido os russos os primeiros a realizarem estes estudos que rapidamente foram desenvolvidos por outros países como os Estados Unidos.

Como resultado desta "ebulição" na área da biofísica foram desenvolvidos estes aparelhos com capacidade ora de análise, ora de análise e tratamento, como referido inicialmente.

A Medicina Quântica (através dos referidos aparelhos) não deverá ser encarado como uma área clínica per si, mas sim como uma ferramenta terapêutica integrada no contexto de uma consulta dada por um especialista de saúde. 

Durante a consulta com recurso a esta nova tecnologia o paciente é conectado através de bandas, na cabeça, pulsos e tornezelos que imitem e captam sinais electromagnéticos do corpo. É indolor e não invasivo.

Durante a análise, o organismo do paciente é totalmente examinado, procurando distúrbios nos órgãos, alergias, vírus, bactérias, fungos, enzimas, vitaminas, sais minerais, níveis hormonais, emoções e sensibilidade a alimentos.

O resultado desta análise é então comparado com o que consta de uma base de dados onde estarão valores que correspondem ao padrão da normalidade dos respectivos níveis.Identificando o problema de saúde e a origem deste, proceder-se-á ao tratamento. 

O tratamento da condição de saúde em causa será efectuado através do envio de frequências específicas às células ou emoções que necessitem de tratamento.

Quais as condições de saúde que trata?

A Medicina Quântica atua nos mais diversos desequilíbrios de ordem física, mental e emocional, sendo também particularmente eficaz em bebés e crianças, nomeadamente nas que pouco ainda se expressam verbalmente, dado que o diagnóstico através da Medicina Quântica não resulta da comunicação com o paciente. 

Algumas condições mais comuns podesm ser inumeradas:

BEBÉS E CRIANÇAS

  • Otites

  • Amigdalítes

  • Bronqueolites

  • Alergias

  • Eczemas e outras dermatites

  • Dificuldade na aprendizagem

  • Falta de apetite

ADULTOS

  • Cancro

  • Doenças auto-imunes

  • Alergias

  • Depressão

  • Ataques de pâncio

  • Infeções/inflamações urinárias e ginecológicas

  • Distúrbios digestivos

  • Acompanhamento da grávida

Qualquer pessoa, independentemente da doença ou idade poderá recorrer a uma consulta com recurso à Medicina Quântica, sendo que esta poderá ser uma mais-valia a montante das desmais vertentes terapêuticas que sejam necessárias. 

Para mais informações sobre Física Quântica e sua influência nas nossas vidas, sugiro a consulta ao site:

http://www.amitgoswami.org/

MenteCorpoSaúde

Adoçantes artificiais

Adoçantes artificiais

Estudos clínicos demonstraram que os adoçantes artificiais estimulam o apetite, aumentam o desejo de ingerir hidratos de carbono e produzem uma varidedade de disfunções metabólicas que promovem a acumulação de gordura e o aumento de peso.

ler mais »

Newsletter do mês

Polimedicação - Newsletter nº53

Polimedicação - Newsletter nº53

Vivemos hoje em dia um enorme e arriscado problema de polimedicação, também conhecido como a “doença do saco”.

ler mais »