Newsletter

   
KTB
show/hide Cesto de Compras (0 items)

Não disponível para compra online neste momento.

Por favor contacte-nos através do email em loja.online@ktb.pt ou procure um local próximo de si [onde comprar].

Silicea D6

Sal de Schussler nº 11

Silicea

Silicea

O sal da beleza

A investigação do Dr. Schussler isolou 12 sais minerais no tecido humano, os quais designou “substâncias activas”, com importância vital para o nosso funcionamento do dia-a-dia.

O Silicea é também conhecido como o sal nº 11.

Quais os sintomas e sinais

  • Má formação ou crescimento irregular de unhas
  • Unhas e cabelos frágeis
  • Queda de cabelo
  • Envelhecimento precoce
  • Tendência para hematomas
  • Sudação exagerada (nos pés e axilas)

Silicea – sal nº 11 – é importante para a constituição da pele e mucosas e para o crescimento de unhas, cabelo e ossos. Promove a supuração e a eliminação de toxinas e aumenta a  resistência mecânica dos tecidos; daí ser apelido como um ”cosmético bioquímico”.

Quando se deve tomar

  • Furúnculos
  • Abcessos
  • Acne
  • Fístulas
  • Para fortalecer unhas, cabelo e ossos
  • Rugas
  • Sudação dos pés

Como tomar (quando não prescrito de forma diferente)

Nos casos agudos:

a partir dos 12 anos, adultos: 1 comprimido no máximo 6 vezes ao dia

dos 6 – 11 anos: 1 comprimido no máximo 4 vezes ao dia

dos 1 -5 anos: 1 comprimido no máximo 3 vezes ao dia

até 1 ano: 1 comprimido no máximo 2 vezes ao dia

Nos casos crónicos :

a partir dos 12 anos, adultos: 1 comprimido 1 - 3 vezes ao dia

dos 6 – 11 anos: 1 comprimido no máximo 1 – 2 vezes ao dia

dos 1 -5 anos: dissolver 1 comprimido em meio copo de água e dar uma colher(de preferência de plástico) desta solução à criança 1 a 3 vezes ao dia

até 1 ano: dissolver 1 comprimido em meio copo de água e dar uma colher (de preferência de plástico) desta solução à criança 1 a 3 vezes ao dia

Tomar os comprimidos fora das refeições (½ hora antes ou 1½ hora depois), e de preferência mantê-los na boca por baixo da língua até que se dissolvam lentamente para permitir uma melhor absorção.

Composição

1 comprimido de 260mg contém:

Silicea trit. D6 250mg (com monohidrato de lactose).

Outros componentes: amido de trigo, estearato de magnésio

Tempo de administração

O Silicea (sal nº 11) é um medicamento homeopático de acção segura e suave e pode ser administrado enquanto os sintomas persistirem.

Caso não esteja a responder ao tratamento com o Silicea, ou surjam outros sinais ou sintomas, recomendamos que consulte o médico assistente.

Efeitos secundários

O Silicea é um medicamento homeopático com boa tolerância. Não foram reportados quaisquer efeitos secundários até à data.

Contra-indicações

Não tome o Silicea caso haja uma hipersensibilidade conhecida a qualquer dos seus constituintes.

Contém amido de trigo. Adequado para indivíduos com doença celíaca. Doentes com alergia a trigo (diferente da doença celíaca) não devem tomar este medicamento.

Contém lactose. Se foi informado pelo seu médico que tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Interações medicamentosas

Pode administrar o Silicea juntamente com outra medicação prescrita pelo médico. Não foram reportadas interações medicamentosas até à data. Também pode tomar mais do que um tipo de Sal de Schussler ao mesmo tempo (máximo de três por toma).

Advertências especiais

Durante a gravidez e amamentação só utilizar após orientação médica.

Quais os benefícios dos Sais de Schussler DHU

  • Pode ser administrado a crianças e adultos
  • Seguro e com poucos efeitos secundários
  • Boa tolerância
  • Eficaz
  • Fácil de tomar/administrar

Apresentação

Frasco com 80 comprimidos.

O Silicea D6 (sal nº 11) é um medicamento homeopático registado no INFARMED com Registo nº 0102492.

Consulte o seu médico se persistirem os sintomas durante a utilização do produto.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Alimentos que, ingeridos durante o tratamento com o Silicea, contribuem para o seu sucesso:

  • cevada
  • aveia
  • batatas
  • beterraba
  • milho

 

MenteCorpoSaúde

Adoçantes artificiais

Adoçantes artificiais

Estudos clínicos demonstraram que os adoçantes artificiais estimulam o apetite, aumentam o desejo de ingerir hidratos de carbono e produzem uma varidedade de disfunções metabólicas que promovem a acumulação de gordura e o aumento de peso.

ler mais »

Newsletter do mês

Polimedicação - Newsletter nº53

Polimedicação - Newsletter nº53

Vivemos hoje em dia um enorme e arriscado problema de polimedicação, também conhecido como a “doença do saco”.

ler mais »